B-Zen®

Lisboa, Portugal & Online

Top
 

BURNOUT – O que é? Sintomas e tratamento

Masterclass "O Burnout: O que é e como prevenir"

BURNOUT – O que é? Sintomas e tratamento

Cheguei ao meu limite!” ou “Não aguento mais isto!” são algumas das expressões verbalizadas por aqueles que sofrem de Esgotamento Mental, mais conhecido por Burnout. Mas quais os sinais de alerta? Fique a conhecer um pouco mais sobre esta doença mental.

O que é o Burnout?

Foi a 1 de Janeiro de 2022 que a Organização Mundial de Saúde passou a incluir o Burnout na nova classificação internacional de doenças, definindo-a como um estado de esgotamento físico e mental causado pelo exercício de uma atividade profissional.

Mas, como é que surge o Burnout? Esta patologia surge quando um indivíduo lida com uma série de situações consideradas stressantes no local de trabalho e se torna incapaz de lidar com essas mesmas exigências, levando a um estado de profunda exaustão física e mental.

Quais são os sinais de alarme?

E de que forma conseguimos perceber se estamos a passar pela chamada Síndrome de Burnout?

O Burnout expressa-se através de três grandes dimensões:

  1. Elevada exaustão emocional – caracteriza-se por uma perda de energia, pela sensação de sobrecarga ou desgaste e pela dificuldade em levantar-se de manhã para enfrentar um novo dia de trabalho.
  2. Sinismo ou despersonalização – é, basicamente, um mecanismo de defesa que a pessoa adota para se proteger daquilo que é a sua maior fonte de stresse. Um maior distanciamento e frieza em relação ao contexto de trabalho ou aos colegas e uma baixa eficácia profissional, que acabam por gerar um ciclo de pessimismo e desmotivação.
  3. Redução da realização pessoal no trabalho – o trabalho torna-se um “fardo”. Existe a tendência para se autoavaliar de forma negativa. Sensação de incompetência e descontentamento. Falta de vontade e insatisfação.

Quais os Sintomas do Burnout?

O Burnout pode gerar sintomas físicos, psicológicos e/ou comportamentais, vividos de forma persistente ou prolongada. Os mais evidentes podem ser:

Psicológicos: cansaço, tristeza, depressão, apatia, desmotivação, tédio, dificuldades ao nível da memória e da concentração, falta de autoestima, entre outros.

Físicos: dor de cabeça, palpitações, tonturas, problemas de sono, dores e tensão muscular, etc.

Comportamentais: tendência para o isolamento a nível pessoal e profissional, absentismo, baixas recorrentes, alterações de humor repentinas, impulsividade, agressividade, falta de empatia, irritabilidade, automedicação, etc.

Quer saber mais sobre o Burnout?

Inscreva-se já na Masterclass Gratuita!

Existem formas de prevenir e tratar o Burnout?

A resposta é “sim”. É importante, por exemplo, encontrar uma forma de conciliar momentos de lazer para relaxar o corpo e a mente. Estes eventos irão contribuir tanto para a prevenção quanto para o tratamento da síndrome.
Existem (algumas) técnicas que levam à redução do stresse e que ajudam na prevenção do esgotamento mental e físico. Sugerimos apenas algumas dicas capazes multiplicar o seu bem-estar:

  1. Praticar exercícios regularmente – além de libertar substâncias químicas benéficas, alivia os sintomas de depressão e (os sintomas de) ansiedade.
  2. Dormir bem – já vimos que o stresse pode gerar insónias, que farão com que a pessoa fique mais suscetível a altos níveis de tensão e nervosismo.
  3. Encontrar um hobby – algo que traga prazer e que permita abstrair dos problemas do trabalho. Existem muitas formas, tais como, tocar um instrumento musical, ler um bom livro, fazer um curso de pintura, aprender a dançar ou, simplesmente, sair com os amigos.
  4. Alimentação adequada – a ingestão de nutrientes e vitaminas irão ajudar a repor as energias.
  5. Menos exigência – a cobrança excessiva de si mesmo e o perfeccionismo tornam a vida mais difícil. Aprenda a aceitar os erros dos outros e os seus. Errar é humano!
  6. Meditação ou Yoga – ambos contribuem para diminuir os níveis de stresse e exercitam a respiração. Com isto é possível recuperar estados emocionais de maior calma e tranquilidade.

Se se identificou com alguns dos sintomas físicos, psicológicos ou comportamentais acima referidos, é importante fazer uma reflexão sobre a sua vida!

Pode, antes de mais, procurar melhorar o seu bem-estar, criando atividades mais satisfatórias e saudáveis. Mas, caso não esteja a conseguir lidar com o problema sozinho, pode ser útil procurar um profissional especializado. Um acompanhamento adequado para identificar o nível em que a síndrome se encontra é fundamental para, então, escolher as ferramentas adequadas ao seu tratamento.

Masterclass Online Gratuita - O que é o Burnout?

No dia 19 de Maio, pelas 21h, iremos fazer uma Masterclass Gratuita onde o tema será a Síndrome de Burnout. Se estiver interessado em conhecer mais sobre esta doença e as suas formas de tratamento, inscreva-se aqui ou envie-nos um e-mail para info@b-zen.com.

Daniela Costa
Psicóloga

Intervir na área da saúde mental e no bem estar psicológico é a sua grande missão. Valoriza a singularidade de cada pessoa e a importância em estabelecer uma relação terapêutica positiva. Mestre em Psicologia da Saúde pelo ISPA-IU e membro efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com experiência em diferentes contextos de intervenção.

Não há comentários

Escreva um Comentário