B-Zen®

RSS Artigos Recentes

RSS Próximos Eventos

Lisboa, Portugal & Online

Top
 

Os Verdadeiros Perigos do Stresse e Como Evitá-los

Os verdadeiros perigos do stresse e como evitá-los

Os Verdadeiros Perigos do Stresse e Como Evitá-los

Sabia que o stresse pode afetar a sua saúde? E sabe quais são os verdadeiros perigos do Stresse? Se for ignorada ou se não for gerida, a exposição ao stresse pode causar danos em todos os aspetos da sua vida.

Além da sensação de tensão ser desagradável, o stresse descontrolado pode ainda ter efeitos nocivos na sua vida pessoal e profissional.

A exposição ao stresse pode causar danos em todos os aspetos da sua vida.

Considere estes perigos reais do stresse:

  1. Começamos pelo sistema imunitário: Tanto o stresse crónico quanto o agudo podem enfraquecer o nosso sistema imunitário, colocando-nos em maior risco de doenças quotidianas. Estes são dos maiores perigos do stresse, porém, as estatísticas demonstram que pessoas que gerem bem o stresse têm menos crises de constipação comum, de alergias e de gripe sazonal.
  2. Outros riscos para a saúde: A exposição ao stresse, especialmente ao stresse descontrolado, também afeta fisiologicamente o nosso corpo.

a. Certos neurotransmissores, como a dopamina e a epinefrina, entre outros, são libertados durante os períodos de stresse. Por isso, podemos sentir pressão alta, frequência cardíaca elevada e outros sintomas quando estamos stressados.

b. Altos níveis de stresse têm sido associados a muitos problemas de saúde. Corremos um risco maior de sentir dores de cabeça, de sofrer acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos e outras doenças cardiovasculares se não tivermos uma forma adequada de lidar com o stresse e de o controlar.

c. Até mesmo problemas oncológicos já foram associados ao stresse descontrolado em alguns estudos.

O seu estado mental e físico sem stresse

Como pode ver são vários os perigos do stress… Diversos estudos indicam que o stresse pode afetar a sua saúde e as consequências podem ser graves. Sugiro, então, que examine os fatores de stresse na sua vida diária e que atue de forma a eliminar as suas consequências.

Planos eficazes de controlo do stresse farão com que se sinta melhor de uma forma geral, tanto na sua saúde física quanto mental.

Irá experimentar uma quantidade maior de energia, sentirá menos dor física e terá um sono com melhor qualidade porque a sua mente não irá estar preocupada e em stresse.

Em termos de estado mental, níveis mais baixos de stresse podem levar a uma melhor concentração e foco, a mais calma e a menos irritabilidade. Com níveis mais baixos de stresse, também ocorrem taxas mais baixas de depressão, de transtornos de adaptação e de outros problemas de saúde mental.

Gerir o seu stresse - colocando-se em primeiro lugar

Se acha que lidar com stresse é uma situação normal e que faz parte do seu trabalho, que apenas “lida” com ele no seu dia-a-dia ou que trabalha bem sob pressão, pode estar a pensar mal e a afetar a sua saúde.

Na verdade, não é por acaso que muitas empresas, instituições e organizações, hoje em dia, já estão a implementar “planos de bem-estar” que, na maioria das vezes, se concentram, precisamente, na gestão do stresse.

Criar um Plano Individual

Existem várias maneiras de controlar o stresse. Talvez a melhor maneira de agir de forma a diminuí-lo seja elaborar um plano que seja feito sob medida para si e de acordo com o seu perfil.

De qualquer modo, considere adicionar estas práticas de redução de stresse ao seu plano:

    1. A meditação e a atenção plena, também chamada de Mindfulness, demonstraram ter um efeito positivo nos níveis de stresse e na capacidade de o controlar:

a. Essas práticas envolvem reservar, pelo menos, cinco a dez minutos todos os dias para estar num espaço tranquilo, sem distrações.

b. Prestar atenção aos padrões naturais de respiração do seu corpo é uma parte importante dessas práticas. Concentre-se na respiração e alivie, de imediato, o seu stresse.

 

    1. A prática de exercício físico também é uma forma de reduzir ou mesmo de eliminar o stresse. A libertação de endorfinas no cérebro atua como um amortecedor contra o stresse e é quase como um antidepressivo natural. Seja uma corrida diária, uma ida ao ginásio ou uma aula de Yoga, a atividade física é boa para o cérebro e para o corpo.

Criar uma Rotina

A parte mais importante para evitar a exposição do stresse é estabelecer uma rotina evitando assim que o o stresse afete a sua saúde. Reserve uma parte específica do seu dia, mesmo que tenha de programar intervalos no seu dia de trabalho. Isso vai garantir que estará a dar a si mesmo o tempo que precisa para combater os perigos do stresse.

 

Por sua vez, deixar de controlar o stresse pode causar danos no seu bem-estar físico, mental e emocional.

A parte mais importante da gestão do stresse é estabelecer uma rotina.

Para saber mais assista ao seguinte vídeo:

Comece a reduzir o seu stresse hoje mesmo, com uma rotina regular de meditação, atenção plena e exercícios. Em breve, estará a felicitar-se por ter implementado essas práticas, ao ver o seu stresse dissipar-se e desfrutar de mais saúde.

Para ajudar, consulte a CheckList ” As 11 melhores formas de Reduzir o Stresse enquanto está confinado em casa“. Para aceder basta clicar AQUI.

Alivie o seu stresse através da Meditação

A meditação tem resultados cientificamente comprovados sobre o estado mental e emocional.

Susana Surjan
CEO & Founder

Professora de Yoga, mestre de Reiki e Terapeuta com a missão de capacitar e inspirar um estilo de vida saudável.

Não há comentários

Escreva um Comentário